Cerveja, vinho, pães, queijos... O que tudo isso tem a ver com biotecnologia?

PDF Imprimir E-mail

 

 

Ao contrário do que muita gente pensa, os micróbios não estão relacionados apenas com infecções e doenças. A Microbiologia é uma área da ciência que estuda os microrganismos – incluindo aqueles que prejudicam a saúde – e busca novos tratamentos médicos. Entretanto, a importância desse campo de pesquisas não pára por aí; ela passa pela produção de alimentos e chega até os últimos avanços da biotecnologia.

 

 

Foi para divulgar esse amplo conjunto de aplicações e o conhecimento por trás delas que o CBME criou um Espaço Interativo de Microbiologia e Biotecnologia em sua sede, no casarão da rua Nove de Julho, 1205, ao lado do Centro de Divulgação Científica e Cultural, CDCC, no centro de São Carlos, SP.

 

Logo na entrada, o visitante encontra painéis sobre a produção de soros e vacinas; exemplos de microrganismos utilizados na indústria de fermentos, queijos, cerveja e outros produtos e um mural do CBME InFormação, onde pode ler as últimas notícias da área e até montar sua própria página de jornal!

 

Seguindo o passeio, vai conhecer detalhes sobre a estrutura da célula animal, por meio de painéis, modelos e um software interativo. Também encontra em exposição, no centro da sala, modelos de vírus e exemplares de insetos transmissores de algumas doenças.

 

O visitante ainda pode usar microscópios e monitores de TV para visualizar protozoários, algas e microcrustáceos. E, se quiser informações mais detalhadas, tem a disposição alguns folhetins impressos e um grande painel em forma de mosaico que explica características como a distribuição geográfica, os sintomas, o diagnóstico e a prevenção de cinco enfermidades pesquisadas pelo CBME: doença de Chagas, leishmaniose, esquistossomose, AIDS e amarelinho da laranja.

 

Finalmente, por meio de ilustrações e modelos tridimensionais de moléculas de DNA, o visitante fica sabendo como é possível utilizar a Escherichia coli na produção de insulina e de hormônios de crescimento – uma pequena amostra das possibilidades de uso dessa bactéria como fonte de proteínas recombinantes em procedimentos biotecnológicos.

 

A idéia é que os materiais e as experiências do espaço estejam sempre se renovando. Com base nas respostas dos visitantes a avaliações formais e informais, o CBME pretende acrescentar, retirar ou modificar os objetos expostos. “A função do Espaço Interativo, assim como a de outros museus e espaços desse tipo, é servir como um ambiente de vivência lúdica e aprendizagem não formal. No que se refere à aprendizagem, ele deve, sobretudo, despertar o interesse e a curiosidade, bem como difundir informações e conhecimentos relacionados ao tema proposto”, explica Marcia Rozenfeld, educadora do CBME e uma das organizadoras do espaço.

 

É para atingir esses objetivos que o CBME convida estudantes, professores e curiosos em geral para conhecer seu mais novo projeto, que em breve ficará aberto diariamente – por enquanto, as visitas devem ser agendas, pessoalmente ou pelo telefone (16) 3501 4765.

 

 

Publicação Original: CBME InFormação Nº 12, de 01/10/2006

 
free pokerfree poker

Enquete

Como você avalia os recursos disponibilizados em nosso Portal?
 
    

EIC - Rua 9 de Julho, 1205, Cento, São Carlos - SP
Fone: (16)3373-9159 email: eic@ifsc.usp.br

Angular Tecnologias